No Facebook de novo heim - Imagens engraçadas



































Outras imagens engraçadas 



Transporte alternativo – Textos engraçados


Dois amigos que estavam fazendo um tratamento psiquiátrico numa grande cidade próxima ao litoral e que, devido a grande evolução do tratamento deles, finalmente acabaram conseguindo uma licença no feriado prolongado. Para aproveitar a folga eles decidiram viajar para o interior do estado onde eles fariam uma visita para a mãe do primeiro amigo.
Compraram as passagens e embarcaram no ônibus em direção ao interior.
No meio do caminho, ao passar por uma estrada litorânea, o primeiro amigo comentou com o outro:
-Você viu com as montanhas, as nuvens, o mar e o sol são devagar quase parando?...Você reparou também como os coqueiros passam bem mais depressa do que eles?
- Não! Não tinha notado isso. É verdade! Olha lá a moleza deles. Puxa vida! Olha lá... Vummm!...Vummmm! Que velocidade desses coqueiros heim? Não dá nem para acompanhar....Vummm!...Vummm!
Bem, agora que você me chamou a atenção para isso eu tive uma excelente idéia. Comentou o segundo amigo.
- Idéia? Que idéia? Você vai fazer alguma coisa para o mar, as nuvens, a montanha e o sol andarem mais rápido? Perguntou o primeiro amigo.
- Não! Melhor que isso: vamos voltar de coqueiro!

Edilson Rodrigues Silva

Um Homem Muito Nervoso - Historias Engraçadas e Histórias Curtas e Engraçadas


- Doutor eu estou sendo perseguido por um dinossauro roxo enorme e muito feroz.
- Dinossauro roxo! Sei! O senhor está muito nervoso não é?Por favor, tome este comprimido. Disse o médico.
Instantes depois.
- Muito bem!...E aí? Está mais calmo agora? Perguntou o atencioso médico.
- Estou!
- E o Dinossauro roxo?
- Também.

Edilson Rodrigues Silva






A guerra dos sexos - Histórias engraçadas

- Pessoal vamos acabar com essa guerra dos sexos aqui na empresa, isso não vai nos levar a lugar nenhum. Disse o chefe do departamento.
- Chefe, foi ele quem começou. Disse uma garota.
- Eu!...Mentira! Foi ela quem começou. Ela é quem disse que os homens só servem para abrir vidro de palmito e trocar pneu. Rebateu o rapaz.
- Mas isso é um absurdo!  Fui eu quem começou! Há! Há!...Foi ele quem disse que mulher só serve mesmo para esquentar a barriga no fogão e depois resfriar no tanque
- Falei sim! Mas eu só disse isso depois que você veio com grosserias... Tá legal!...Não vamos falar mais disso. Vamos mudar de assunto, mas primeiro me responda: Porque o criador fez primeiro os homens  e não as mulheres?
- Há! há! Essa vai ser mamão com mel querido. É claro que os homens tinham que ser feitos antes. As experiências começam com ratos, depois elas evoluem para os seres humanos...
- Tá vendo chefe!...Tá vendo?
- Pessoal!...Pessoal... Vamos colocar um pouco de ordem aqui no departamento... Pessoal!...Droga! Isso não tem mais fim.

Edilson Rodrigues Silva

Cadê o meu carro – Histórias engraçadas



Quer dizer que, hoje, por volta das 14 horas, à senhora deixou o seu veiculo no estacionamento do shopping. Em seguida a senhora foi fazer umas compras e quando a senhora voltou o carro já não estava mais no local? Perguntou o policial.
- Isso mesmo seu policial! Que horror!...O shopping foi inaugurado há quinze dias e já está cheio de ladrões. O Brasil não tem mais jeito. Onde é que a gente vai parar com essa violência toda... E essa impunidade absurda...
- Senhora! Vamos confirmar a marca e o modelo do carro. O carro era um Fox Cinza, ano 2011, rodas esportivas, vidro...
- Isso mesmo!
- A senhora estacionou o carro no piso A correto?
- Sim senhor... A minha sorte é que eu tinha feito seguro. Seu policial já imaginou o que seria de mim se eu não tivesse feito o seguro? E quem não pode pagar o seguro? O que é que essas pessoas vão fazer?...Essa bandidagem está demais... Agora deram para roubar até a luz do dia... Isso é uma vergonha!...Antes tudo era diferente... A gente tinha mais paz, sossego as pessoas respeitavam mais a gente. Hoje!...Humf!...Só faltam roubar as meias da gente... - Senhora!...Senhora!... Um instante!...Acabaram de encontrar o veiculo da senhora. Ele está estacionado lá no shopping mesmo. Ele está no piso B. O segurança do shopping falou que o veiculo está lá desde o começo da tarde de hoje. Informou o policial ao receber um comunicado via rádio.

Edilson Rodrigues Silva  

Uma lição muito legal – Textos engraçados


Um professor de língua portuguesa foi abordado na rua por um marginal:
- Isso é um assalto. Levante a mão.
- Só um momento. Eu sou professor de português e não concordo com essa barbaridade que o senhor acabou de dizer. Não é levante a mão. É levante as mãos. Corrigiu o professor.
- Engraçadinho!...Não me venha com histórias... Vamos! Mão pro alto!
- Se eu obedecer ao que você está falando eu só vou levantar uma das mãos. Creio que não seja isso que o senhor gostaria que eu fizesse. Justificou-se o letrado
- Eu quero é o dinheiro. É isso que eu quero. Vamos!...Levante a mão!
- Mas assim a concordância verbal está toda errada. Eu não posso permitir isso.
- Cancordância do quê?...Errada?...Como assim?
- Eu vou mostrar para o senhor como é que deve ser: disse o professor.
- Levante as mãos idiota!...Isso é um assalto! Passe tudo pra cá!...Disse o professor com voz alta e  firme.
O ladrão, muito impressionado com autoridade e com o desempenho do professor, imediatamente passou ao professor a carteira dele e a arma que ele estava portando.
- Gostei professor! Isso vai ampliar os meus negócios. Vou aplicar isso nos meus próximos roubos. Disse o meliante.
- Não vai não.
- Não!
- Isso mesmo. Não vai! Agora você vai comigo para a delegacia e depois para a prisão. Lá você vai ter bastante tempo para se desenvolver na língua portuguesa e também vai aprender a não roubar mais ninguém. Eu não sou professor. Eu sou um policial.

Edilson Rodrigues Silva

O Treinamento prático – Histórias engraçadas

Depois de meses e meses de muita dedicação ao difícil aprendizado da língua japonesa a garota resolveu perguntar para a professora dela o que ela poderia fazer para praticar o uso da língua.
A professora disse que ela poderia entrar em contato com os japoneses nativos para ver se ela já entendia o que eles falavam. Assim ela poderia avaliar se ela já havia ou não dominado os difíceis conceitos que ela tinha aprendido nos últimos tempos.
- Uma coisa que eu acho bastante interessante é você ir até o aeroporto e ver se você consegue entender o que os japoneses que desembarcam aqui no Brasil falam. Sugeriu a professora.
- Legal! Vou aproveitar essa ideia.
Lá foi a moça para o Aeroporto internacional de Guarulhos. Mais especificamente para a ala de desembarque internacional dos vôos que chegavam do distante Japão.
O plano era muito simples. Ela ficaria ali no aeroporto e assim que ela avistasse algum japonês dialogando ela se aproximaria para tentar entender do que ele estava conversando.
Ela esperou um tempinho e nada. Esperou mais um pouco e nada. Depois de trinta minutos ela observou três japoneses que haviam acabado de sair pelo portão do desembarque. Ela se arrumou e começou a seguir os rapazes. Eles se sentaram nos bancos próximos a lanchonete. Ela se sentou ali ao lado deles.
Cinco minutos se passaram e nada de diálogos. Ela pensou: como esses japoneses são reservados.
Mais dois minutos e nada de conversas. Até que enfim, finalmente, um dos rapazes, cansado daquela terrível espera, resolveu romper com aquele inquietante silêncio:
- O tio Sato falou que o motorista da van estaria aqui às 16 horas.  Já são 16h15min, vocês acham melhor ligar para ele e dizer que a gente já chegou. Falou um dos rapazes no bom e velho português.
  
Edilson Rodrigues Silva

O problema do Sheik – Histórias engraçadas

- Nossa Marina! O que foi que aconteceu com o seu cachorro? Perguntou a vizinha ao encontrar a amiga na feira livre.
- Com o Sheik? Nada. Por quê? Estranhou a dona do animal.
- Você não está sabendo? Eu acabei de sair de casa e acho que ele sofreu algum acidente. Um dos lados dele está todo vermelho.
- Vermelho?
- Será que ele foi atropelado?  Eu preciso ver o sheiquinho. Eu vou para casa.
Mais tarde a vizinha foi até a casa da amiga.
- E então Marina? Levou o Sheik ao veterinário? Ele está bem?
- Amiga! Nem te conto o que aconteceu. Você sabe que o Sheik vive aprontando né? Aquele danadinho arrumou aquela mancha vermelha porque ele foi se coçar no muro que o Seu Armando havia acabado de pintar de vermelho. Que susto que eu levei viu. Esse Sheik é arteiro de mais.

Edilson Rodrigues Silva

A surpresa – Histórias engraçadas


O dono de uma fábrica resolveu ir a expedição para tirar uma dúvida sobre a entrega de um produto. Ao chegar ao local ele acabou surpreendendo o atendente dormindo profundamente.
- Bonito heim! É para isso que eu te pago. Reclamou o patrão.
- Não senhor! Deve estar ocorrendo algum mal entendido. Eu nunca cobrei nada do senhor por causa disso. Isso eu sempre fiz de graça. Justificou-se o prestativo rapaz.

Edilson Rodrigues Silva

Um pequeno imprevisto – Textos engraçados


- Incrível!...Isso é Impressionante! Você já está aqui há mais de vinte anos e você nunca tentou fugir? Todos os presos tentam fugir. Estranhou o primeiro preso.
- Tentei! Claro que tentei. Mas não deu. Justificou-se o detento mais antigo.
- Ora! Por que não deu?
- Porque no dia em que eu ia fugir aconteceu um pequeno imprevisto.
- Imprevisto? Qual? Você ficou doente? O plano não era bom?
- Não. Não foi nada disso.
- Ué! Então foi o quê?
- Eles me viram.

Edilson Rodrigues Silva

Histórias engraçadas - A jogada perfeita

Dois ladrões poloneses estavam conversando:
- Joaquimloviski o que é isso aqui que você trouxe da loja? Nós combinamos que só iríamos roubar as roupas e as bolsas de marca.
- Ora pois Manuelovski! Isso eu não poderia deixar lá de jeito nenhum.
- Ora pá! Por que homem? Essas perucas você trouxe pra Maria?
- Não homem. Isso é para não descobrirem a gente.
- Joaquimlovski. Você está me deixando confuso. Agora que nós já assaltamos a loja não precisamos mais de disfarces.
- Manuelovski! Você até parece burro. Isso não é disfarce.
- Não!
- Não! Essa peruca e esses manequins eu trouxe para não deixar nenhum fio de cabelo e nenhuma testemunha no local do crime.

Edilson Rodrigues Silva

Histórias engraçadas – Um caso muito diferente

- Em pensar que há poucos dias eu estava comentando com você que, aqui na policia eu já tinha visto de tudo... Isso eu estava falando contigo por causa daquele caso em que o cara foi roubar usando uma banana como arma... Quem diria. Agora mais esse caso. Eu mordi língua. Comentou o primeiro investigador.
- Pois é! O ser humano é mesmo muito surpreendente. Confesso que eu também fiquei bastante chateado com a situação. Concordou o segundo investigador.
- Por que você ficou chateado? Foi por causa das vitimas?
- Ora! Claro que sim. Mas também por outra razão. Você sabe que eu sou mineiro não é? Então... E por esse motivo eu fiquei muito chateado. O marginal foi roubar usando como arma um dos símbolos culinários de Minas Gerais. É como se o larápio fosse assaltar alguém usando como arma uma pizza se isso tivesse acontecido em São Paulo ou com uma cuia de chimarrão se o mesmo fato tivesse ocorrido no Rio Grande do Sul...
- Voce não acha que você está exagerando?
- Claro que não. Pode perguntar para qualquer pessoa. Pergunta para qualquer mineiro quais são as coisas da culinária local que mais representam à boa e deliciosa terra mineira. Você vai ver que a pessoa vai te responder que é o queijo minas, o pão de queijo, os doces caseiros, o cafezinho e o indispensável biscoito de polvilho.
 - Ah! Eu acho que você está chateado demais com esse caso.
- Claro que eu estou. Dessa vez essa bandidagem passou das contas. Eles nem sequer pouparam o tradicional biscoito de polvilho. Onde já se viu sair aí pelas ruas da cidade armado com um biscoito de polvilho para roubar as pessoas? Onde é que a gente vai parar desse jeito. E da próxima vez? Eles vão assaltar com o quê? Com bacalhau? Com um salaminho?...

Edilson Rodrigues Silva

   

Quem está falando? – Histórias engraçadas

O cara que estava brigando com a secretária de uma loja de móveis onde a esposa dele havia comprado um armário. Ele estava xingando a loja, o entregador, o vendedor, a secretária, o carteiro e, principalmente, o dono da loja. O homem estava bravo pra chuchu.
Enquanto o insatisfeito cliente despejava reclamações e mais reclamações pra cima da secretária essa passou o telefone para o dono da firma que havia acabado de chegar.
- Quem está falando? Com uma voz grave, firme e muito máscula perguntou o dono da loja.
Ao ouvir aquela voz máscula, grave e muito confiante o reclamante logo tratou de abaixar o tom. Isso para não dizer que ele amarelou.  Mais tarde o cliente insatisfeito foi até a loja para resolver pessoalmente alguns detalhes da reclamação e qual não foi à surpresa dele ao constatar que o dono daquela voz firme e máscula não passava de um baixinho com um pouco mais de meia polegada de altura.

Edilson Rodrigues Silva

Um drama na fila do banco – Textos engraçados

- Cara! Nem me fale de banco. Falou o primeiro amigo.
- Pois é! Mas não tem jeito. Eu também não gosto, mas todo mundo tem que pagar as contas. A gente precisa do banco. O que ninguém merece é esse negócio de pegar fila. A gente não agüenta mais pegar fila para tudo. O negócio está complicado... Comentou o segundo amigo.
- Só de ouvir você falar nisso eu já estou me lembrando de um dia que eu ainda trabalhava numa empresa de cobrança e estava quase na hora dos bancos fecharem. Eu estava dentro de uma agência e ainda precisava ir até o outro banco que ficava na mesma rua. Quando eu vi que não ia dar tempo eu perguntei ao segurança se ele me deixava pegar a fila dos idosos porque lá só tinha duas pessoas. Beleza! O carinha foi super legal comigo e acabou concordando.
Meu! Naquele dia eu estava pra lá de azardo. Olha só o que aconteceu. Quando o tiozinho que estava na minha frente chegou ao caixa ele sacou um baita pacotão de contas e jogou pra cima do coitado do caixa. Eu olhei aquilo e na hora já me bateu aquele desespero. O caixa então, coitado do cara, o cidadão quase teve um colapso. O tiozinho devia ser o oficce boy mais antigo do Brasil. Cara, que nervoso que deu, Eu fiquei tão estressado com aquela situação que a única coisa que eu conseguia fazer era dar risada. Dar risada para não chorar né?
- E aí? Conseguiu fazer o que você tinha que fazer no outro banco?
- Claro que não. Aquele dia foi dose. Aquele tiozinho sacando aquele pacote de contas gigante eu nunca mais vou esquecer. E também não vou esquecer a cara de desepero que o coitado do caixa fez quando ele viu aquele singelo senhor sacando aquela pequena surpresa justamente um pouco antes do banco fechar.

Edilson Rodrigues Silva

A surpresa desagradável - Histórias engraçadas


O ladrão havia acabado de roubar uma bicicleta e logo em seguida a policia foi avisada.
Os valentes policiais começaram a perseguir o marginal. Embora o gatuno tivesse fugido muito rápido ele não conseguiu despistar os policiais.
O que nem mesmo o meliante poderia imaginar é que para ele aquele assalto iria terminar de uma forma muito diferente.
Logo depois do ladrão roubou a bicicleta ele saiu pedalando muito rápido. Na tentativa de se safar do fragante o espertinho entrou com bicicleta e tudo num quintal de uma casa que não tinha muro. O que ele não estava esperando é que lá dentro do quintal houvesse um cachorro tão anti-social e averso a visitas como aquele ali.
Assim que o ladrão entrou no quintal o cachorro foi para cima dele e ele foi obrigado a deixar a bicileta de lado e tentar se refugiar numa velha goiabeira. E quem é que disse que o amigo do alheio consegiu escalar rapidamente aquela árvore de tronco liso.
Conslusão: na tentativa de subir na árvore o meliante acabou levando uma bela duma mordida no traseiro, mas não foi uma mordidinha qualquer não. Foi daquelas de deixar a retaguarda bem prejudicada.
O cachorro não deu mole não. O totó deu uma baita mordida no traseiro do bandido que ele teve até que ir parar no hospital. Depois dos respectivos curativos, o detonado e dolorido bandido foi levado ao plantão da delegacia local onde, depois dos devidos esclarescimentos, foi devidamente conduzido ao merecido e confortável xadrez.

Edilson Rodrigues Silva

Sistema complicado – Textos pequenos e engraçados


-Tem coisa que a gente não entende nessa vida. Comentou o primeiro preso.
- É verdade! Você tem razão. Essa nossa sociedade está cada vez mais complicada. Olha só o meu caso. Eu estou preso por roubar uma marmita. Eu não consigo entender esse sistema. Todos os dias eles me dão duas de graça. Vai entender... Filosofou o segundo preso.

Edilson Rodrigues Silva

Um homem sincero - Histórias engraçadas

- Doutor, o senhor poderia me ajudar?
- Pois não meu jovem. O que está acontecendo?
- Doutor, eu estou com uma mania muito estranha.
- Qual?
- Eu tenho falado muito enquanto estou dormindo.
- O senhor está falando dormindo?  Ah! Não há com o que se preocupar. Isso é normal meu jovem.
- Só tem um problema doutor. Quando eu falo dormindo eu sou sincero demais.
- Mas isso é excelente!...Humm!...Em partes. Isso tem aborrecido a sua esposa?
- Ela não. Mas tanta sinceridade está me trazendo alguns problemas lá na firma.

Edilson Rodrigues Silva

Vida longa - Histórias engraçadas

Uma senhora de meia idade foi ao médico e o profissional fez muitos elogios à saúde dela.
- Que maravilha Dona Florinda. A senhora está de parabéns. A senhora está com a saúde de uma garota de 25 anos. Nem parece que a senhora tem cinquenta e cinco anos de idade.
- Obrigada doutor! Se eu conseguir seguir adiante como fez o meu avô... O quê? Interrompeu o médico. O seu avô ainda está vivo? 
- Ele está vivo sim doutor. Hoje mesmo ele viajou para visitar o meu bisavô.
- A senhora está brincando comigo. A senhora está me dizendo que ainda tem um bisavô?
- Tenho sim. Eu tenho certeza que o senhor não vai acreditar, mas é verdade. Ele vai se casar no mês que vem.
- O quê?...Se casar?...O seu bisavô?...Como pode ser isso?
- Olha doutor, ele não queria de jeito nenhum, mas como a mocinha insistiu muito, ele resolveu fazer um agrado para ela e...

Edilson Rodrigues Silva

Eu não consigo entender - Histórias curtas e engraçadas


- Doutor, eu não consigo entender o que é que está acontecendo comigo. Reclamou o homem.
- Por que o senhor está dizendo isso? Perguntou o médico.
- Doutor, todo mundo que vem falar comigo começa a dar risada da minha cara. Será que é o meu nariz? Às vezes eu tenho a impressão que tudo isso só acontece porque o meu nariz é um pouco torto.
- Hummm! Interessante. Deixe me ver. - Há! há!  há!  há!  há!  há!  ,,,Aí!...há!  há!  há!  há!  há! 

Edilson Rodrigues Silva 

Um celular estranho – textos engraçados

- Os bandidos pularam o muro do vizinho, entraram aqui no comércio arrancando a grade da janela dos fundos e roubaram a sala do patrão e depois o depósito de mercadorias ok? Recapitulou o delegado responsável pelo caso.
- Isso mesmo doutor. Respondeu o primeiro funcionário.
- Eles levaram muita coisa? Os senhores estão sentindo falta do quê?
- Eles roubaram o computador, a TV, e também levaram muitas mercadorias do depósito. Nós ainda não contamos tudo.
- Vocês têm câmeras de monitoramento aqui?
- Infelizmente não doutor.
- É uma pena. É bom colocar. Isso pode ajudar muito a segurança dos senhores e também auxilia bastante quando for o caso de alguma investigação criminal... Com licença seu delegado. Interrompeu o segundo funcionário.
- Pois não.
- Doutor, olha só o que nós encontramos lá na tomada do depósito? 
- Um celular? De quem é?
- Não sei doutor. Não é de ninguém daqui.
- Deixe-me ver?...Quem é o Luiz B. de Oliveira?
- Aqui não tem nenhum Luiz doutor?...Doutor?...Será que esse celular é de algum dos ladrões?
- Creio que sim... Pode deixar que nós, carinhosamente, vamos dar um jeito bem interessante de devolver o celular do nosso querido amigo... Comentou o delegado.

Edilson Rodrigues Silva


O sonho – Histórias engraçadas

- Doutor, eu já estou perdendo as paciências. Eu só vim aqui no consultório falar com o senhor para ver se a minha mulher para de me chamar de maluco.
- Muito bem! Então vamos lá. O que está acontecendo com o senhor? Perguntou o psicólogo.
- Doutor, todas as noites eu tenho um sonho muito estranho.
- Um sonho estranho?...Hummm!...Qual?
- Eu sempre sonho que eu estou segurando a porta de uma jaula onde está um tigre muito feroz. Eu sou o responsável por evitar que esse terrível felino escape.
- Nossa! Isso não é um sonho. Isso é um pesadelo. Quantas vezes o senhor sonha com essa situação estressante.
- Doutor, eu sonho com o tigre todos os dias.
- Meu amigo não seria melhor você sonhar com outras coisas mais relaxantes e agradáveis? Que tal sonhar que você está numa linda piscina ou numa bela ilha do caribe. Enfim! Sonhar com alguma coisa menos angustiante.
- Eu até que poderia doutor. O senhor tomaria conta do tigre pra mim?

Edilson Rodrigues Silva

Uma visita inesperada - Histórias engraçadas

Um cidadão estava dormindo tranquilamente no quarto dele quando ele foi subitamente acordado por um sujeito muito mal vestido e mal encarado que falou:
- Quietinho mano! Não quero ouvir nenhum pio e não quero nenhum movimento brusco. Cadê a grana?
- Grama? Que grama? Respondeu muito assustado o ainda sonolento dono da casa.
- É a grana seu engraçadinho! Vamô parar com a gracinha. Eu quero dinheiro, dólar, euro...
- Dólar, euro, dinheiro... Aqui em casa? Só um minutinho.
Rapidinho o homem pegou uma lanterna e deu para o ladrão. O ladrão não entendeu nada e perguntou:
- Ô maluco! O que significa isso?
- Olha seu ladrão. Com certeza o senhor deve ter informações mais privilegiadas do que eu. O senhor fique a vontade. Pode vascular a casa toda. Quando o senhor encontrar essa bolada ai que o senhor falou, por favor, não dê uma de mascarado. Não vá se esquecer dos amigos heim.


Edilson Rodrigues Silva

O castigo – textos engraçados

- Irresponsável!... Inconsequente!...Pode aproveitar o pouco de liberdade que ainda lhe restou porque isso será coisa do passado. Você vai ficar mofando na solitária durante os próximos meses. Disse o carcereiro daquela prisão de segurança máxima.
- Solitária não!...Solitária não!...Protestou o preso.
- Amor!...Amor!...Acorda!...Você está tendo outro pesadelo.
- Hã!...Despertou o rapaz... Caraca, que sufoco! Eu estava sonhando com o Almeida, o técnico de segurança do trabalho lá da firma.
- Amor! Não é melhor você marcar uma consulta com a psicóloga? Embora você ínsita em dizer que está tudo bem... Mas eu acho que você ainda não absorveu muito bem o que aconteceu.
- Psicóloga! ...Não!...Não é necessário. Eu já resolvi essa questão. Eu já estou bem mais conformado com o que aconteceu.
- Eu acho que não. Já faz mais de quinze dias que você vem tendo pesadelos horríveis  Primeiro você sonhou que o diretor da firma era o Jason da sexta feira treze, depois que o seu gerente te perseguia com uma serra elétrica. E agora isso. Agora você deu para sonhar com o pessoal da segurança do trabalho da firma. Tudo isso começou justamente depois daquele dia em que você deixou cair àquela peça no pé do seu colega de trabalho e acabou estragando o recorde da firma de oito anos sem acidentes de trabalho...

Edilson Rodrigues Silva

Os óculos - Textos engraçados


No quarto do hospital...
- Doutora a senhora acha mesmo que eu preciso de óculos? Perguntou o paciente.
- Eu tenho certeza absoluta. Isso vai ser muito bom para o senhor. Respondeu a profissional.
- Mas doutora eu estou me sentindo tão bem.  A minha visão está normal. Dê-me somente um motivo para que eu passe a usar os óculos.
- Eu sou a arrumadeira.

Edilson Rodrigues Silva

O elefante verde – Textos pequenos e engraçados

- Doutor, eu estou muito angustiada.
- O que está acontecendo minha jovem?
- Ontem eu dormi e eu sonhei que no meu quarto tinha um elefante verde e que ele estava calçando havaianas roxas.
- Que estranho!...Tudo bem. Eu sei que esse sonho não é nada normal, mas também isso não é motivo para você ficar assim tão estressada...
- Não! Quando eu acordei não consegui encontrar as minhas havaianas roxas. Eu procurei em tudo quanto era lugar e nada.
- Havaianas roxas! Caramba! Que mau gosto. Quem é que gosta de havaianas roxas?
- Doutor, muita gente gosta das havainas roxas... Eu, o elefante verde,...

Edilson Rodrigues Silva

Sabedoria infantil - Textos pequenos e engraçados para facebook

- Carlinhos fique quieto! Disse a mãe do garotinho. 
Depois de dois minutos: 
- Carlinhos eu já disse para você ficar quieto. Se não ficar quieto a enfermeira e o médico vão brigar com você. Eu já falei que aqui não é lugar para você ficar correndo.
O menino se sentou. Trinta segundos depois ele pegou com as duas mãos no rosto da mãe e perguntou:
- Mãe! O corredor não é para correr?

Edilson Rodrigues Silva

Histórias engraçadas - A palavrinha mágica



Na escola:

- Professora! Eu quero ir ao banheiro. Disse o garotinho.
- Ok! Qual é a palavrinha mágica Felipe?
- Não sei!...É alakazan?...Abracadabra?

Edilson Rodrigues Silva

O azarado - Histórias engraçadas

- Azarado eu? Isso você diz porque você ainda não cohceceu o meu primo Juca. Falou o primeiro amigo.
- O seu primo Juca? O que tem o primo Juca? Perguntou o segundo amigo.
- Aquele ali é azarado viu. Na hora de passar na fila do azar ele deve de ter passado pelo menos umas mil vezes. Você acredita que ele viajou para uma praia no nordeste, e olha que é um praia que só chove duas vezes por ano e ele acabou pegando a maior tempestade lá.
- Não brinca! É sério?
- Claro que é. E você não sabe da maior. Seis meses depois ele resolveu voltar para ver se pegava um dia de sol sabe o que aconteceu? Pois é. Pegou chuva de novo. E chuva de granizo. Diz aí? Esse é azarado ou não é?

Edilson Rodrigues Silva   

Socorro enfermeira – Histórias curtas e engraçadas


- Enfermeira!...Enfermeira! Por favor, ajude-me. Para onde quer que eu olhe eu só vejo jacarés laranja.
- O senhor já viu um médico?
- Não! Ainda não. Só jacarés laranja.

Edilson Rodrigues Silva

O ingrato - Histórias engraçadas



- Então seu delegado, foi isso o que aconteceu. Esse homem é um ingrato. Ele bateu lá no portão da minha casa e me perguntou se eu tinha alguma coisa para dar. Eu busquei alguma coisa e dei para ele. O senhor acredita que esse senhor aí, depois de tudo que eu fiz, ele ainda jogou uma baita pedrada bem no vidro da janela da minha sala. Reclamou a dona de casa
- Mentira dela seu delegado! Defendeu-se o acusado.
- Como assim mentira! Tá vendo doutor? Além de ingrato ele é que é um mentiroso.
- Seu delegado quem está mentindo é essa senhora aí. O que eu joguei no vidro da janela da casa dela foi só o pão que ela havia acabado de me dar... Foi só isso.

Edilson Rodrigues Silva

A pescaria maluca - Histórias engraçadas



O maluco estava tentando pescar alguma coisa dentro de um balde que estava cheio de água.
- Ô rapaz!...O que o que você está fazendo aí? Perguntou o enfermeiro.
- Uai! Tô pescando sô.
- Tá pescando o quê?
- Eu tô pescando candidato a maluco
- Candidato a maluco? E o senhor já pegou algum.
- Já!...Com você já são seis.

Edilson Rodrigues Silva

Textos engraçados - A feijoada

- Hummm! Uma bela feijoada. Aquele feijão preto cheio de lingüiça, paio, carne seca, costela... Acompanhado de uma bela farofa e aquela couve picadinha bem fininha e frita no alho e óleo... Hummm! Que delícia! Comentou o colega de trabalho do RH.
- E não tem um torresminho não? Perguntou a colega da recepção.
- Claro que tem! Onde já se viu uma bela feijoada sem o tradicional e saboroso torresminho. Feijoada sem torresminho não é uma feijoada, pode ser qualquer coisa, menos feijoada. Desculpe-me foi  uma falha imperdoável.
Nisso aproximou-se dos colegas outro colega que trabalhava na contabilidade:
- Vocês viram o Seu Osvaldo por aí?
- Não. O Osvaldo não passou por aqui não.  Respondeu o colega do RH.
- E aí gostou do Tricolor ontem? Foi um show. Comentou o colega da contabilidade.
- É! Foi mais ou menos. Na verdade o seu time só ganhou porque o juiz, erradamente,  expulsou   o camisa oito, caso contrário era capaz de vocês perderem....Vem cá! A gente estava falando de feijoada, couve refogada, torresminho... E aí você gosta? Que tal a gente ir na quarta feira almoçar naquele restaurante que o Fábio falou que tem uma feijoada de fazer a gente parar no hospital? Perguntou o funcionário do RH.
- Feijoada de parar no hospital? Ufa! Agora você me assustou. Você me fez recordar uma cena meio chata que aconteceu comigo justamente por causa de uma feijoada. Eu passei uma vergonha danada e acabei parando no dentista. Comentou o colega da contabilidade.
- No dentista? Estranho!...O que aconteceu?
- Hoje, só de lembrar eu já dou risada, mas no dia eu passei uma baita vergonha. Eu tinha uma namorada do colégio que um dia me convidou para almoçar na casa dela e nesse dia era feijoada.
A mãe dela era uma tremenda cozinheira Naquele dia ela fez uma feijoada que estava uma loucura de gostosa. De tanto que estava boa eu fui atacando de tudo um pouco. Tinha lingüiça frita, farofa, torresmo e tinha também aquela pururuca. Foi nessa pururuca que eu me dei mal. Teve uma hora lá que eu dei uma mordida tão forte no negócio que o meu pivô ( aquele que eu comentei com vocês que eu ganhei quando eu cai da bicicleta) voou e foi parar justamente dentro do prato do meu futuro sogro. O pessoal ao ver aquilo começou a dar risada... Meu! Eu não sabia o que fazer. Eu não sabia se eu corria, se eu enfiava a mão no prato do sogrão para pegar a prótese, se eu colocava a mão na boca para tampar o enorme buraco, e não sabia se ia embora, se ficava e pedia desculpa pro tiozinho... Olha! Naquele dia eu passei uma vergonha daquelas viu.
- E o pai da menina? Ele não falou nada. Perguntou a colega da recepção.
- Falar ele não falou não. Ele até que foi legal comigo. Ele tentou me ajudar, mas com a vergonha que eu estava eu dei um jeito rapidinho de ir embora para minha casa.
Depois de um tempinho eu terminei o namoro com a garota e cada um foi para o seu lado, mas  aquele dia lá na casa dela, eu jamais vou me esquecer. Só não foi mais engraçado porque foi comigo.

Edilson Rodrigues Silva

Histórias engraçadas - Freitas, o inibido


- Ô Freitas, eu to achando você meio triste. Disse o chefe do rapaz.
- Eu não estou triste não chefe. Eu só estou quieto. Eu sou assim mesmo.
- Freitas, você é um bom funcionário, é trabalhador, é pontual, mas é necessário que você se solte mais, que você se relacione melhor com as outras pessoas da equipe OK!

Alguns dias depois.

Assim que o chefe chegou à firma e ele prestou atenção naquela cena. Ele pensou: Droga! O pessoal enrolando de novo. Esse pessoal é fogo. Não pode dar moleza não. Vou dar um jeito nisso.

- Freitas! Você está conversando demais. Já acabou aquele serviço?...

Edilson Rodrigues Silva  

Um prato fino - Histórias engraçadas


- Garçom esse bife está mais duro que pneu de caminhão. Por favor, eu exijo que o senhor chame o gerente. Reclamou o insatisfeito cliente.
- Não vai adiantar senhor. Esclareceu o garçom.
- Como assim não vai adiantar. Claro que adianta. Eu conheço os meus direitos. Se ele não vier aqui eu vou reclamar no...
- Sinto muito Senhor!...Interompeu o profissional. Ele também não vai conseguir. Só esse mês ele já quebrou dois dentes tentando comer um bifinho bem parecido com esse que está aí no prato do senhor.

Edilson Rodrigues Silva

A vítima - Histórias engraçadas para facebook



A mulher chegou ao hospital depois de sofrer um grave acidente de trânsito.
O médico pediu para a enfermeira de plantão fazer as anotações sobre o estado de saúde e o quadro geral da paciente.
...Por favor, anote aí..luxação no braço direito. Um corte na perna direita... O médico pegou na mão da senhora e perguntou se doía... Por favor, anote também: torção do pulso esquerdo... Qual a idade da senhora?
- Vinte e oito anos doutor.
- Enfermeira: Problemas de memória...

Edilson Rodrigues Silva 

Muita calma nessa hora - Histórias engraçadas para facebook


- Tenha calma Seu Camilo. Eu tenho certeza que tudo vai dar certo. Saiba o senhor que essa operação de amídalas que o senhor vai fazer é uma das mais comuns aqui no hospital. O senhor não precisa se preocupar. Disse a arrumadeira do quarto.
- Não preciso? É por que não foi à senhora que ouviu o que eu ouvi. Desabafou o apavorado homem.
- Ué! O que foi que senhor ouviu?
- Eu ouvi a enfermeira chefe dizendo que essa cirurgia que eu vou fazer, apesar de ser muito simples, se estiver nervoso pode complicar... Que era muito importante manter a calma e o equilíbrio para que tudo possa acabar bem...
- Tá vendo Seu Camilo? Eu não falei para o senhor. O importante é ter calma e tranqüilidade que tudo vai dar certo. O senhor está se preocupado por nada.
- Por nada! Por nada coisa nenhuma. Eu ouvi a enfermeira dizer isso justamente para o médico que vai me operar.

Edilson Rodrigues Silva

A anestesia – Histórias engraçadas para facebook











- Senhor Arthur eu vou ter que aplicar uma anestesia local no senhor. Disse o dentista.
- De jeito nenhum. Eu já tenho um verdadeiro pavor de dentista e ainda por cima ficar sentindo dor. Nada feito. Estou farto de segunda linha. Doutor pode aplicar à anestesia importada. Eu pago.

Edilson Rodrigues Silva

Histórias engraçadas - Ouvindo vozes

- Doutor, ás vezes eu estou em casa e ouço vozes. Reclamou o paciente.
- Hummm! Já vi esse caso antes. Que vozes que o senhor ouve? Perguntou o médico.
- Eu ouço vozes de mulheres, homens e crianças. Na verdade são vozes de todo tipo de gente.
- E quando o senhor ouve as tais vozes?
- De dia, de tarde e a noite também. De uns tempos para cá elas até que estão parando.
- Não diga. O que o senhor está fazendo para isso melhorar?
- Eu não estou atendendo mais o telefone como antigamente.

Edilson Rodrigues Silva

Um homem casado – Histórias engraçadas para facebook



Dois malucos conversavam no pátio do hospital psiquiátrico:

- Tonho, você quer se casar comigo? Perguntou o primeiro paciente.
- Está maluco homem!...Que horror!...Isso é coisa que se diga. Você está parecendo maluco. Retrucou o segundo paciente.
- Eu sou mesmo. E você não é?
- Claro que não. Você é doido de tudo homem. Onde já se viu me fazer uma proposta dessas. Você sabe muito bem que eu sou um homem casado. Há mais de vinte anos que eu me casei com a Michele Obama...

Edilson Rodrigues Silva

Um genro especial – Histórias pequenas e engraçadas para facebook



Aquele genro, ao contrário de muitos por aí, era um rapaz muito dedicado e cheio de cuidados com a querida mãe da esposa dele. Para confirmar tal afirmação, podia-se observar o altruísmo com que o comovido rapaz resolveu fazer companhia para a estimada sogra dele que estava internada no hospital.
A sogra dele já estava internada há muitos dias. A senhora estava muito debilitada devido à grave enfermidade que ela estava enfrentando e aos inúmeros medicamentos que ela estava tomando. Por causa disso a senhora dormia a maior parte do tempo.
Num determinado momento a paciente despertou, deu uma olhada na televisão e, naquele breve momento ela pode ver um pedaço de um programa que falava das belezas naturais da áfrica. O programa mostrava muitos animais selvagens e paisagens deslumbrantes...
Foi justamente aí nesse momento de lucidez a querida sogrinha dele conseguiu ver uma bela paisagem africana que a emocionou muito. Ela comentou com o genro: Que linda paisagem não é?
Imediatamente o genro se levantou da cadeira na qual ele estava confortavelmente sentado pegou o lençol e cobriu a querida sogrinha e depois comentou:
- Sogrinha querida, delirando de novo. Coitada! Não podemos perder o foco viu. Olhe para luz... Para a luz! Comentou o preocupado genro.

Edilson Rodrigues Silva

COMO SER FELIZ

MENSAGENS DE ANIVERSÁRIO

CRONICAS MAIS POPULARES

Translate

CURSOS GRATUITOS